Se você faz receitas do Quarta Feira, envie a foto da sua preparação na página do facebook:

terça-feira, agosto 28, 2012

Pão de Calabresa

 

 

Ingredientes

Massa:
45 g de fermento fresco
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (chá) de sal
250 ml de água em temperatura ambiente
600g de farinha de trigo aproximadamente

Montagem:
300 g de calabresa passada pelo processador

Finalização:
4 gemas
200 g de Parmesão ralado grosso

Modo de preparo

Bata no liquidificador o fermento, o açúcar, o óleo, o sal e a água até formar uma mistura homogênea. Retire a mistura do liquidificador e adicione a farinha até obter uma massa consistente. Divida a massa em duas partes. Abra a massa e espalhe o recheio e em seguida enrole a massa como um rocambole. Corte o rocambole no sentido do comprimento e faça uma trança com o recheio voltado para cima. Pincele as gemas e polvilhe o parmesão. Deixe crescer até dobrar de volume e em seguida leve para assar em forno preaquecido a 180º por 25 a 30 minutos ou até que esteja totalmente dourado.
Rendimento: 2 pães de 500 g


Ana Costa

segunda-feira, agosto 27, 2012

Salada refrescante

 
 
Ingredientes
1 xicara de grão de bico cozido
1 xicara de tomate cereja
1 xicara de pão sírio em torradas
2 unidades de pepino cortado em carpaccio
1 cebola roxa em fatias finas
2 colheres de sopa de uva passa
suco de 1 limão
4 colheres de sopa de azeite
 sal e pimenta do reino a gosto
folhas de manjericão
lascas de parmesão

Modo de Preparo:
Cozinhe o grão de bico.
Corte os tomates ao meio.
Corte o pepino e a cebola, em fatias finas.
Misture todos os ingredientes e sirva.
 

domingo, agosto 26, 2012

A fondue de queijo ( sim, ela é menina como a caipirinha).


É natural que um país que deve ao queijo o seu bem estar apresente uma enorme variedade de receitas com queijo. O mais conhecido é a fondue.

Ela nasceu na Suiça, no cantão de Neuchâtel, mas a receita pode variar de cantão para cantão.
A Suiça é um país multiétnico e multifacetado, com quatro linguas oficiais (francês, italiano, alemão e romanche)e um sistema de governo com cantões semiautônomos que formam uma confederação. Esse mosaico se reflete na culinária. O país produz 450 tipos de queijos, embora a maioria seja variação de dez tipos principais: appenzeller, emmenthal, gruyére, l´etivaz, sbrinz, schabzinger, tlsti, tête de moine e vacherin. Cada região tem sua prórpia forma de fazer queijo, e consequentemente, cada cidade produz fondue com queijo da sua região. As receitas distinguem-se em primeiro lugar pela escolha do queijo, sendo preferido geralmente o produto regional.
Segundo o chef francês Christophe Besse, as receitas podem até variar, mas a tradição é homogênea: a fondue se come com pão e apenas com pão.
O elemento principal na produção da fondue é chamado caquelon, um tacho com cabo, resistente ao fogo, especialmente concebido para a fondue.
De uma forma geral utilizam-se o Ementhal e o Gruyère - só o Ementhal seria demasiado suave, só o Gruyère seria áspero demais. É importante adicionar ao vinho branco um pouco de ácido, como suco de limão,  para ajudar o queijo a dissolver.
Segundo Pequeno Dicionário da Gastronomia, a fondue surgiu na Idade Média, em função da superprodução de queijos. Para evitar a perda, surgiu a idéia de derreter as sobras em um grande caldeirão, acrescentando-se álcool, de forma a conservar os queijos. Enquanto o preparavam iam provando com pão para ver o tempero adequado.
Esta operação coletiva da comunidade acabou perdendo carater de conservação e passou a ser uma celebração em conjunto.
Hoje existem vários tipos de fundue, de frutas com chocolate e de carne, que se chama, bourguignonne, que acompanha diversos molho, este é de origem francesa.


5 dicas para uma fondue IMPECÁVEL.

Use queijos suiços, por favor!!!!!
O gruyère é basico e está presente em quase todas as receitas. Basta combiná-lo a outra variedade e pronto. Todos tem massa que derrete bem.

Cozinhe em uma panela grossa, de barro ou porcelana. Se for usada fina, o queijo gruda nas paredes e queima.

Sabe aquela hora em que o queijo borbulha? Pode parecer apetitoso, mas é mau sinal. O fondue não deve ferver.

Mexa. Mexa muito. Mesmo em uma boa panela, mexer a fondue é essencial para que o resultado final tenha a cremosidade desejada.

Na hora de escolher o vinho, fuja do erro mais comum entre os brasileiros. Peça por um branco, seco e frutado. uma boa escolha é o Sauvignon Blanc.

Receita base para a fondue
1 dente de alho
400g queijo gruyére
200g queijo ementhal
300ml de vinho branco seco
1 colher de chá de suco de limão
2 colheres de chá de amido de milho
50ml kirsch (aguardente de cereja)
noz moscada ralada, pimenta do reino moida a gosto
1 pão italiano em cubos

Modo de Preparo:
Untar a panela com o dente de alho;
Colocar o vinho e aquecer até ferver;
Juntar o queijo e deixar derreter;
Dissolva o amido no kirsch. Junte a mistura e mantenha o fogo até dissolver;
Quando a fondue for servida, manter o fogo e não deixar ferver.

Fonte: revista gula, edição 223, livro culinária especialidades europeias.

sábado, agosto 25, 2012

Bolo gelado de coco

SÁBADO É DIA DE BOLO!!!

Mais uma receita de bolo gelado de coco.

Ingredientes

Calda de coco:
1 lata de leite condensado
1 vidro de leite de coco (200ml)
600ml de leite UHT integral

Demais ingredientes:
1 ou 2 pacotes de coco seco ralado fino (100g cada)
Papel alumínio cortado no tamanho de 14 x 14

Bolo:
1 1/3 xícara (chá) de açúcar refinado (240g)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo (240g)
200ml de leite UHT integral em temperatura ambiente
75g de manteiga extra sem sal derretida e morna
3 ovos tipo jumbo ligeiramente batidos (60g cada)
1 colher (chá) rasa de essência de baunilha
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal

Modo de preparo

Em uma tigela grande peneire o açúcar com a farinha de trigo. Em seguida abra uma cavidade no centro e adicione o leite, a manteiga derretida, os ovos batidos, a baunilha e envolva com auxílio de um fouet até obter uma massa homogênea. Junte o fermento, o sal e envolva bem. Distribua a massa em uma assadeira retangular nº 03, untada e enfarinhada e asse em forno preaquecido à 180ºC até que esteja dourado e firme. Deixe esfriar e empregue na montagem como segue.

Para a calda de coco:
Em uma panela média ferva os ingredientes e empregue.

Montagem do Bolo:
Corte o bolo frio em pedaços de 4 ou 5 cm de lado, mergulhe cada pedaço de bolo na calda de coco e, em seguida, envolva-o no coco ralado seco (dois pacotes). Embrulhe em papel alumínio e decore como desejar.

 O rendimento será de 25/30 unidades.

Dicas do Chef:Se desejar, mantenha o bolo quente dentro da própria assadeira, fure-o com um garfo e regue-o com a Calda de Coco até que esteja bem molhado.
Por último salpique por cima com o coco ralado seco (100 g) e deixe gelar até o dia seguinte. No dia seguinte, corte no tamanho desejado e sirva gelado.


Fonte: Álvaro Rodrigues

sexta-feira, agosto 24, 2012

Espaguete na manteiga


Ingredientes
500g espaguete
2 colheres de sopa de sal (para cozinhar a massa)
6 dentes de alho amassados ou em fatias finas
1 xícara (chá) de manteiga
1/2 xicara de salsa picada
1 pimenta-dedo-de-moça inteira

Modo de Preparo

1. Numa panela grande, coloque 5 litros de água e 2 colheres (sopa) de sal. Leve ao fogo alto.

2. Descasque os dentes de alho e corte em lascas ou em fatias finas. Leve uma frigideira antiaderente ao fogo médio, acrescente a manteiga e espere aquecer.

3. Quando aquecer, coloque a pimenta inteira e as lascas de alho. Assim que começar a dourar, retire as lascas de alho com uma escumadeira para não queimar. Transfira para um prato forrado com papel-toalha. Desligue o fogo e reserve a manteiga para depois. Se preferir, despreze a pimenta.

4. Logo que a água ferver, coloque o macarrão e deixe cozinhar conforme as instruções da embalagem.

5. Em seguida, despeje com cuidado o macarrão cozido em um escorredor. A seguir, transfira o macarrão para a panela (sem a água). Leve ao fogo alto apenas para aquecer, junte o azeite reservado e misture bem. Se for preciso, regue com um pouco mais de azeite.


6. Desligue o fogo, junte a metade das lascas de alho e misture. Transfira o macarrão para uma travessa e salpique com o restante do alho. Sirva imediatamente com queijo parmesão ralado.









quinta-feira, agosto 23, 2012

Cocotte

O termo usado para denominar a panelinhas, é uma palavra francesa, que se refere a uma caçarola com tampa, tem mais de um significado - vem de cacarejar e, coloquialmente pelidava as prostitutas de luxo no seculo 19. Hoje, é forma carinhosa de chamar a mulher amada.



Panelinha de luxo: a caçarola diminuta de ferro fundido esmaltado tradicionalíssima na França que emprega o nome ao La Cocotte é , para muita gente, sinônimo de Le creuset. Faz todo o sentido: a marca surgiu em 1925, na cidade de Fresnoyle-Grand dans L´Aisne, mesmo ano em que soltou a primeira cocotte.
A panela pode ser para porções individuais ou de tamanho grande, mas sempre feita de cerâmica.
 A panelinha simboliza o desapego a formalidades, mas sem o rótulo de comfort food, ainda que a petite casserolle traga um eternizado boeuf.
Pratos en cocotte são geralmente preparados neste tipo de recipiente.







Fonte: revista Gula / edição 226, pequeno dicionário de gastronomia

quarta-feira, agosto 22, 2012

O nome do prato: Bacalhau à Gomes de Sà

Quarta feira é dia de cultura!

Toda receita tem sua origem, conhecida ou não. No caso de receitas que ultrapassam fronteiras e viraram ícones da gastronomia mundial levando nomes que homenageiam pessoas famosas por este ou aquele atributo, investigar sua origem, pra mim é tão saboroso quanto saborear o prato.

Bacalhau à Gomes de Sà
O comerciante faliu, mas criou prato de fama mundial.

Caso exemplar de prato tradicional batizado com nome de seu real criador. Natural da cidade do Porto, José Luis Gomes de Sá (1851-1926) era folho de um grande e próspero comerciante português de bacalhau. Com a morte do pai, José Luis herdou seu armazém. Mas, inábil para os negócios, faliu, o que o obrigou a procurar emprego como cozinheiro.
Arrumou colocação no afamado restaurante Lisbonense, na capital portuguesa, onde criou a receita. Com uma recomendação: "Caso se altere alguma coisa, algum ingrediente, ela já não é mais a mesma". Aos poucos, o prato pegou, sendo que um dos atributos que celebrizou-o foi o fato de Gomes ter colocado as lascas do nobre peixe para marinar em leite aquecido, deixando-as mais tenras e macias.
Bacalhau cozido e, em seguida, levado ao forno em uma travessa, acompanhado de cebola, alho, batatas, ovos cozidos, salsa, azeitonas preta, azeite e vinho branco.


RECEITA:
200g  Bacalhau em posta dessalgado
200g batata cortada em rodelas
2 unidades de ovo cozido
100g azeitonas pretas
1 folha de louro
água a gosto
1 cebola em rodelas
200ml azeite
2 dentes de alho picado
sal e pimenta do reino moida
1 xicara de salsa picada

Modo de Preparo:
1.      Cozinhe o bacalhau com a folha de louro e um pouco de azeite em água sem ferver(ou no leite). Retire o bacalhau e reserve a água;
2.      Cozinhe as batatas na mesma água;
3.      Separe o bacalhau em pétalas sem os espinhos;
4.      Refogue a cebola e o alho. Acrescente o bacalhau sempre tomando cuidado para não desmanchar;
5.      Em uma sautesse doure as batatas e as cebolas em rodelas no azeite;
6.      Monte em um refratário, um pouco de cebola, as batatas, o bacalhau, o restante da cebola e os ovos;
7.      Regue com azeite e leve ao forno por 15 minutos, à 250°C;
8.      Finalize com a azeitona, os ovso e a salsinha.

Fonte: pequeno dicionário da gastronomia e revista Gula

terça-feira, agosto 21, 2012

Pão de Cenoura no liquidificador

 Ingredientes

200 ml de leite morno
100 g de manteiga em temperatura ambiente
3 ovos
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) rasa de sal
3 tabletes de fermento para pão (45 g)
250 g de cenouras cozidas e espremidas
1 colher (sopa) de ervas finas
800 g de Farinha de Trigo ou até soltar das mãos

Cobertura:
1 xícara (chá) de farinha de trigo

Modo de preparo

Bata no liquidificador os ingredientes (menos a farinha). Retire a mistura do liquidificador e dê ponto com a farinha de trigo sovando a massa sempre até que solte das mãos. Boleie a massa em pequenas porções de 30 g e coloque em uma forma untada e enfarinhada. Polvilhe com farinha de trigo deixe crescer até que dobre de volume. Leve para assar em forno pré- aquecido a 180º por 30 minutos ou até que doure.


Fonte receita: Ana Costa

segunda-feira, agosto 20, 2012

Falafel

Sinonimo de refeição rápida, barata e ao mesmo tempo saborosa, o falafel nada mais é que um bolinho de grão de bico frito, que pode ser comido só ou envolto em pão pita , regado de molho tahine, temperos, condimentos e, em alguns casos, vegetais em conserva.

A lenda diz que a receita foi criada séculos atrás no Iêmen, quando a filha de um comerciante iria se casar. Durante os preparativos da festa, o rabino que seria o responsável por matar o boi, que alimentaria os convidados morreu. Alarmadas, as mulheres da família trataram de improvisar às pressas uma comida que pudesse substituir a carne - assim nasceu o falafel, que do Iêmen teria se espalhado por todo o oriente Médio. Com o tempo, cada região ou país adotou sua receita, que varia na forma de temperar os bolinhos.
Historiadores careditam que a receita iemenita ainda é a maistradicional dentre as várias que surgiram ao longo dos anos.
A massa deve ser levemente crocante por fora e úmida por dentro.


Fonte: revista Gula/ edição 226

domingo, agosto 19, 2012

Pizza de pão



1 Pão ciabtta
1 dente de alho
200ml molho de tomate temperado
1 pimentão vermelho assado
300g queijo mussarela de bufala ralada
4 colheres de chá de manteiga
8 fatias de presunto cru fatiado

Esfregue o alho nas fatias de pão.
Espalhe  a manteiga nas fatias de pão.
Asse o pimentão em papel alumínio por 10 minutos, em forno super quente.
Bata o pimentão com o molho de tomate.
Espalhe uma quantidade generosa de massa de tomate sobre ele.
Disponha o presunto, depois o queijo ralado e leve para gratinar.
Sirva com uma salada de rúcula.

Fonte/ Foto:cuisineaz

sábado, agosto 18, 2012

Bolo de chocolate

2 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
1 xícara de nozes picadas
1 xícara de uvas passas
1 xícara de chocolate em pó de boa qualidade
5 ovos
2 colheres rasas(sopa) de fermento químico
1 xícara de óleo

Modo de Preparo:
1. Juntar todos os ingredientes e mexer bem
2. Assar em assadeira em forma de anel (buraco no meio) untada e enfarinhada em forno pré - aquecido a 180º.C

sexta-feira, agosto 17, 2012

Idéias Rápidas, Fáceis e gostosas


Duas idéias gostosas para uma sexta a noite!
A primeira: queijo brie ou camembert quente (coloque 2 minutos no microondas), com torradas ou pão ciabatta e geléia de dasmasco. hummmmmmmmmmm!
A segunda: Pão italiano com molho pesto, mussarela de bufala e tomate cereja.

quarta-feira, agosto 15, 2012

Formas para Bolo

* Material anti-aderente
* Fácil para desenformar e limpar
* Alumínio de alta qualidade e espessura
* Medidas: 22,8 x 9,5cm (diâmetro x altura)
* Capacidade: 10 xícaras de massa





Dimensions Belle Pan - Wilton, R$ 179,90 - Barra doce



Dimensions Queen Of Hearts Pan - Wilton, R$ 179,90 - barra doce



Dimensions Cascade Pan - Wilton, R$ 179,90




terça-feira, agosto 14, 2012

Hamburguer de Quinua e Soja

Ingredientes 

100 g de quinua em grãos
100g soja cozida e batida
½ colher de chá de sal 
3 colheres de chá de cebolinha 
1/2 unidade de pimenta-dedo-de-moça 
2 colheres de sopa de manjericão fresco 
4 colheres de sopa de salsinha 
Folhinhas de tomilho 
3 colheres de sopa de azeite
2 col. (sopa) de farinha de mandioca 

Modo de preparo 

Lave bem a quinua e cozinhe somente em água. Adicione o sal depois.
Pique as ervas.
Cozinhe a soja.
Misture a pimenta, as ervas, e o azeite. Acrescente a quinua, e a soja batida, a farinha e tempere o sal.
Molde os hambúrgueres com as mãos em formato de discos.
Em uma frigideira aquecida, esquente um pouco de óleo de coco ou azeite e doure os hambúrgueres de ambos os lados.


segunda-feira, agosto 13, 2012

sábado, agosto 11, 2012

Bolo nega maluca de banana


SÁBADO É DIA DE BOLO!!!


Ingredientes

1 dúzia de bananas nanicas
1 e ½ xícara (chá) de amido de milho
1 e ½ xícara (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de fermento em pó
Gotas de chocolate a gosto
1 xícara (chá) de manteiga
1 xícara (chá) de leite
4 ovos

Modo de preparo
Misture em uma tigela 1 e ½ xícara (chá) de amido de milho com 1 e ½ xícara (chá) de farinha de trigo, 2 xícaras (chá) de açúcar, 1 colher (sopa) de fermento em pó e 1 xícara (chá) de manteiga ou margarina, de preferência vegetal. Esfarele com as pontas dos dedos até obter uma farofa. Unte uma assadeira retangular média e espalhe 1/3 da farofa. Cubra com 1 dúzia de bananas nanicas cortadas em fatias. Repita a operação e deixe que a última camada seja de farofa com as gotas de chocolates. Bata 4 ovos, junte 1 xícara (chá) de leite e despeje sobre as camadas. Polvilhe a canela em pó. Leve ao forno médio e deixe assar





Fonte: André Meana

sexta-feira, agosto 10, 2012

Pão de Mandioquinha e coco

 

    Ingredientes

Massa:
200 ml de leite morno
100 g de margarina em temperatura ambiente
3 ovos
4 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sobremesa) rasa de sal
50 g de coco ralado
3 tabletes de fermento para pão (45 g)
250 g de mandioquinha cozidas e espremidas
Farinha de trigo o quanto baste (até soltar das mãos)

Cobertura:
Geleia de brilho
Coco em flocos
Açúcar de confeiteiro

Modo de preparo

Massa:
Bata no liquidificador todos os ingredientes, menos a farinha. Retire a mistura do liquidificador e dê ponto com a farinha de trigo.


Receita de Ana Costa, programa Daniel Filho

segunda-feira, agosto 06, 2012

O Primeiro Bem Casado

Biscoito que se tornou símbolo argentino dá origem ao doce


O alfajor é herança árabe e nasceu na Andaluzia. Vem da palavra al-hazu, que significa recheado.
Originalmente era feito á base de amêndoas, mel e avelãs.
Tornou-se popular e toda a Espanha e partiu a América Latina, fincando raízes na Argentina.
Apesar das inúmeras variações na massa e no recheio, o senso comum argentino relaciona o doce a biscoitos de maisena levemente resistente amalgamados com um bom dulce de leche.


O doce típico dos casamentos é herança tanto da tradição portuguesa dos casadinhos quanto dos ainda mais antigo alfajores. Simbolicamente a história é outra: na Bíblia, Deus criou primeiro o homem e depois a mulher. E uniu-os formando um só corpo. Os bem casados rpresentam essa união - quem come reforça o elo com seu parceiro e, de quebra, chama para si essa mesma sorte. Sem ironia nenhuma.
Em que pese à tradição, o grande mérito do bolinho está na combinação açúcarada precisa de ingredientes e na falsa simplicidade.
Massa umida e macia, com recheio clássico de doce de leite, mas já se usou baba de moça e hoje ha quem bote brigadeiro ou doce de leite com coco, ou nozes.
Aí depois de recheado, banha-se o pão de ló recheado em calda de açúcar, com especiarias como cravo, canela e raspas de limão.


Fonte: revista Gula/ edição 231
foto: desejo e sabor

sábado, agosto 04, 2012

Bolo de fubá com banana


Ingredientes
4 ovos inteiros
2 xícaras de fubá
1 xícara de óleo
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 xícara de leite ou leite de coco
1 xícara de queijo ralado ou coco ralado (eu usei queijo)
1 pitada de sal
canela para untar a forma
4 unidades de banana
1 xícara de açúcar

Modo de Preparo;
Pré aqueça o forno.
Unte a forma de pudim grande, com óleo, farinha de trigo e canela em pó.
Bata no liquificador, todos os ingredientes por 5 minutos. Acrescente por último o fermento (sempre!!!).
Coloque na forma, e leve imediatamente ao forno, 180°C-200°C.
Ele demora bastante para assar - mais ou menos 1 hora.