Se você faz receitas do Quarta Feira, envie a foto da sua preparação na página do facebook:

domingo, maio 18, 2014

Pão de forma de azeitona

 

 

 

Ingredientes

2 xícaras (chá) de farinha de trigo (240 g)
1 colher (sobremesa) de açúcar refinado (10 g)
1 colher (chá) cheia de sal
2 colheres (sopa) de fermento em pó
1 colher (sobremesa) de alho bem socado
1/3 xícara (chá) de queijo parmesão ralado fino (40 g)
1 xícara (chá) de azeitonas pretas cortadas em lascas (120 g)
2 colheres (sopa) de salsa fresca bem picada
2 colheres (sopa) de folhas frescas de manjericão picadas
2 ovos médios ligeiramente batidos (50 g cada)
2/3 xícara (chá) de leite frio (160 ml)
1/3 xícara (chá) de azeite de boa qualidade (80 ml)

Modo de preparo

Em uma tigela grande peneire todos os ingredientes secos e reserve.
Em seguida adicione o alho, o parmesão, as azeitonas, a salsa, o manjericão e envolva bem. Reserve. Em uma tigela média bata os ovos ligeiramente. Junte o leite, o azeite e misture bem. Junte a mistura líquida aos ingredientes secos reservados e envolva delicadamente com auxílio de um foeut até obter uma massa lisa e homogênea. Distribua a massa em uma forma média própria para bolo inglês (22 x 10 x 6 de altura), untada com manteiga e polvilhada de farinha de rosca e asse em forno preaquecido à 180ºC até que esteja dourado. Sirva morno ou frio acompanhado de manteiga com sal, geleia, patê, etc.

Dicas do Chef
Você poderá substituir as azeitonas pretas por bacon frito e bem escorrido, frango defumado, presunto cozido, bacalhau refogado, camarão cozido e picado, azeitonas verdes com alcaparras, tomates secos, calabresa, etc.

Rendimento: 1 pão médio / Tempo de Forno: 25/30 minutos


Álvaro Rodrigues - .alvarorodrigues.com.br

sábado, maio 10, 2014

Bolo de limão



Ingredientes

3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
200 g de manteiga em temperatura ambiente
2 xícaras (chá) de açúcar
4 ovos
1 xícara (chá) de leite
raspas de 2 limões
manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar


Modo de Preparo

1. Preaqueça o forno a 180 °C (temperatura média). Unte com manteiga uma fôrma de bolo, com furo no meio. Procure fazer uma camada fina e uniforme, de preferência, usando um pincel. Polvilhe com farinha de trigo e bata bem para retirar o excesso.

2. Passando pela peneira, coloque a farinha, o fermento e o sal numa tigela.

3. Na batedeira, coloque a manteiga em temperatura ambiente e bata até que fique fofa. Adicione o açúcar e bata apenas para misturar.

4. Junte os ovos, um a um, batendo bem entre cada adição. Se a massa ficar com uma aparência talhada, não se assuste: é assim mesmo.

5. Diminua a velocidade da batedeira e adicione os ingredientes peneirados aos poucos, alternando com o leite. A cada adição, bata apenas para misturar.

6. Quando a massa estiver bem lisa, desligue a batedeira. Adicione as raspas de limão, misture com uma espátula.

7. Transfira a massa para a fôrma preparada. Para nivelar, o truque é girar a fôrma rapidamente sobre a mesa.

8. Leve ao forno preaquecido para assar por cerca de 45 minutos. Espete um palito no bolo para verificar o ponto: se sair sujo de massa, deixe assar mais um pouco; se sair limpo, está no ponto.

9. Retire o bolo do forno e deixe esfriar por 10 minutos, antes e virar. Bolo muito quente costuma rachar.

10. Na hora de virar, coloque um pano de prato sob a fôrma; coloque o prato que for usar sobre o bolo; com auxílio do pano (para não se queimar), vire a fôrma de uma vez.

Para o glacê


Ingredientes

1 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro
2 colheres (sopa) de suco de limão


Modo de Preparo

Numa tigela, coloque o açúcar de confeiteiro, passando por uma peneira para ficar bem soltinho. Misture o suco de limão rapidamente e espalhe sobre o bolo. Depois de um tempo, o glacê endurece.

Para o creme de chantilly


Ingredientes

500 ml de creme de leite fresco
2 colheres (sopa) de açúcar


Modo de Preparo

O creme de leite fresco bate mais fácil quando está bem gelado. Se quiser, uns minutos antes de colocar na batedeira, leve ao congelador. Junte o creme de leite com o açúcar e bata na batedeira, até engrossar. Conserve na geladeira.


Fonte/ panelinha

terça-feira, maio 06, 2014

O nome do prato: Crepe Suzete

Quarta feira é dia de cultura!

PATÊ A CRÊPE

Uma das iguarias mais populares da França, feitos, em geral, no inverno. Os franceses têm centenas de histórias ligadas aos crepes, que surgiram no tempo dos romanos, passaram pela época dos primeiros cristãos e resistiram inalterados na sua forma e composição até os tempos modernos.

A LENDA: Em 1895, o garçon Henri Carpentier, do restaurante Maitre de Monte Carlo, errou lamentavelmente ao fazer as panquecas da sobremesa de ninguém menos do que o Principe de Gales, futuro Eduardo VII. Ao prepará-las, exagerou na dose de licor que banharia os crepes, que se inflamaram no réchaud. Sem saber o que fazer, gritou: “Voliá!” E serviu o prato.
O futuro monarca teria gostado tanto que perguntou o nome do prato, recebendo a improvisada resposta de “Crêpe Princesse”. Solicitou então que mudasse o nome para Suzette, sua companhia daquela noite. Dias depois, Henry recebeu alguns presentes da França: um anel de brilhantes, um chapéu Panamá e uma bengala.
FATO: Em 1895, Carpentier tinha 14 anos, e jamais seria designado para servir o príncipe. Depois, no entanto, ficou famoso, chegando a chef da casa Rockfeller. Repetiu a história do Suzette em diversas entrevistas e em seu livro Life à La Henri. Além do que, já em 1880, o grande Escoffier – um dos pais da culinária moderna – flambava crepes e dizia que recolheu a receita do início da Idade Média, quando ela era preparada para a festa da Virgem Maria, dia 2 de fevereiro.
Dizem, que tocar o cabo da frigideira nesse dia, segurando uma moeda, dará muita sorte e fortuna a quem o fizer. Também, vale a pena lembrar que a receita original é feita com calda de tangerina, muito mais  sutis do que a calda de laranja.

Em torno da crepe existem muitas superstições. Uma delas é o habito de levar cada convidado a preparar o seu, formulando um desejo antes de jogar a crepe para o ar. Se cair aberto e do lado certo, o desejo será imediatamente atendido. Caso contrario, só poderá voltar a ser formulado no inverno seguinte.
Outra é tentar jogá-lo para o ar, segurando a frigideira apenas com uma das mãos, mantendo a outra ocupada com uma moeda de ouro. Se cair certinho, serão garantidas ao felizardo equilibrista melhores oportunidades e riquezas. Essa superstição tem origem na Idade Média. Em muitas regiões os camponeses tinham o costume de deixar um crepe aberto na cozinha para atrai sorte e afastar o fantasma da fome.
É possível também que esta relação com as tradições dos camponeses normandos. Durante uma das festas comemoradas pela igreja francesa, os camponeses se apresentavam diante dos senhores feudais com um timbale. Dentro, levavam uma moeda de prata e um crepe. Um deles escolhido ao acaso, era encarregado de fazer soltar o crepe. Se ele caísse aberto dentro do timbale, os camponeses eram beneficiados com a redução dos impostos sobre a colheita. Daí, a conotação de sorte que passou através dos tempos.
Prato de origem rural, o crepe alçou vôo para as mesas mais sofisticadas, preparadas com produtos exóticos e raros. Atualmente, são servidos de todas as formas: salgados ou doces; simples ou recheados; abertos, enrolados ou empilhados; como sobremesa ou entrada.
Ela deve ser fina, lisa e cremosa. A frigideira deve estar quente o suficiente para firmar a massa muito rápido.




Crepe Suzete

Ingredientes/     Massa :

4 unidades
ovos
1 pitada
sal
1/2 xícara de chá
açúcar
1 lata
creme de leite
1 xícara de chá
farinha de trigo


Recheio :

2 colheres de sopa
manteiga em temperatura ambiente
3 colheres de sopa
açúcar
1 colher de sopa
licor ou suco de laranja
Raspas da casca de 2 laranjas e de 1 limão

Q.b
Açúcar para polvilhar


Para flambar :

3 colheres de sopa
conhaque
2 colheres de sopa
licor de laranja


Modo De Preparo:
Bata no liquidificador os ovos, o sal, o açúcar, o creme de leite, a farinha de trigo e deixe descansar enquanto prepara o recheio. Misture a manteiga e junte o açúcar, mexendo até obter um creme liso. Acrescente o licor ou suco de laranja, as raspas e reserve.
Derreta pedacinhos de manteiga em uma frigideira e frite pequenas porções da massa. Deixe-a dourar de ambos os lados. Mantenha as crepes aquecidas dentro de um recipiente refratário.
Espalhe um pouco de recheio sobre cada uma e dobre-as em quatro. Ao servir, polvilhe açúcar sobre as crepes, misture o conhaque ao licor de laranja e aqueça-os em uma concha sobre a chama do fogão Deixe a bebida acender e despeje imediatamente em chamas sobre as crepes.




sábado, maio 03, 2014

Tabelas que ajudam você VII- Chá de bebê

Chá de bebê - Como calcular a quantidade do que servir

Calcular a quantidade do que servir ajuda ter uma base, mas tudo depende do perfil dos convidados (tem uns que comem mais, outros menos). Como o chá de bebê é um evento pequeno e de curta duração, calcular um pouco a mais, mesmo que sobre, é melhor do que faltar. Não prepare a festa pensando somente nas pessoas convidadas. Calcule sempre 10% a mais (vai que algum convidado leve alguém, é preciso estar preparada). Então vamos a um cálculo médio do cardápio:

Tortas - 1 torta de 22cm serve até 10 pessoas (a quantidade de cada sabor deve ser suficiente para servir a metade do número de convidados)
Sanduíche de metro - 1 para cada 6 pessoas
Salgadinhos - 4 a 6 por pessoa (com outros salgados sendo servidos)
Mini sanduíches - 3 por pessoa (com outros salgados sendo servidos)
Bolo - 100g por pessoa
Docinhos - 6 a 8 por pessoa
Bem-nascidos - 1,5 por pessoa
Cupcakes - 1 por pessoa (pode ser substituto do bolo)
Refrigerante - 400ml por pessoa
Sucos - 400 ml por pessoa
Água mineral - 200ml por pessoa

sexta-feira, maio 02, 2014

tabelas que ajudam você - IV - Café da manhã

Café da manhã - mesa pronta
A mesa pronta é ideal para poucos convidados.
Nesse tipo de recepção já deixe o lugar de cada um preparado com xícara, píres, pote para cereais, pratos de pão e sobremesa, copo para suco, guardanapos e talheres. Na mesa pode ser usado tanto uma toalha bonita como um jogo americano. Você pode decorar com pequenos vasinhos de flor, que dão um charme a mais e não tomam tanto espaço.
Disponha os alimentos na mesa para que os convidados possam se servir. Uma copeira ou um garçom pode auxiliá-los. 

Clique na imagem para ampliar

Café da manhã - sistema de buffet
Uma ótima solução para um número maior de convidados.
O buffet pode ser montado usando mesas, aparadores ou estantes baixas.
O ideal é montar duas ilhas para os convidados se servirem (uma com alimentos e outra com bebidas). Cada ilha deve ser organizada em uma sequência lógica para facilitar o serviço.
Na de alimentos coloque os pratos e tigelas no início da ilha, depois os alimentos já fatiados (de preferência com informação da descrição do prato) com seus talheres de servir, geleias e manteiga perto dos pães e torradas. termine com os talheres de mesa e guardanapos.
Lembre-se de deixar os frios arrumados individualmente e as frutas descascadas e cortadas para facilitar.
Na de bebidas comece com as xícaras e copos e depois as bebidas.
Se preferir somente uma ilha para os dois, as bebidas e copos ficam junto dos talheres e guardanapos.
Um garçom também é importante para ir recolhendo as louças e repondo os alimentos.

Clique nas imagens para ampliar

O cardápio do café da manhã
Um bom café da manhã pode ter:

- Bebidas:
Café, leite quente e frio, chá quente e gelado, iogurte natural e outro com sabor, dois tipos de sucos de frutas (laranja e de outro sabor) e água mineral.

- Alimentos:
Variados tipos de pães salgados (como francês, sovado, de forma, integral, croissant e de queijo), pães doces (como cuca, broa e bisnaga), torradas, biscoitos, cereais, pelo menos três tipos de frios (como presunto, peito de peru e salame), três de queijos (mussarela, queijo branco e requeijão), dois tipos de bolo simples e frutas frescas (ou salada de frutas se preferir).

- Não se esqueça:
Açúcar, adoçante, chocolate em pó, capuccino, geleias, mel e manteiga (ter margarina light também é uma boa, pois sempre tem alguém de dieta).

Cálculo das quantidades do que servir no café da manhã
As quantidades informadas são referências de consumo médio por pessoa, não é regra. Tudo depende do perfil dos convidados.
Lembre-se que homens comem mais do que mulheres e jovens mais do que pessoas mais velhas. No inverno o consumo de alimentos tende a aumentar e no verão o de bebidas.

200ml de suco de laranja
100ml de suco de outro sabor
150ml de leite
150ml de chá
100ml de água mineral
100ml de iogurte
50ml de café
50g de pães salgados (de cada unidade)
25g de pães doces (de cada unidade)
3 unidades de torradas
3 unidades de biscoitos
2 fatias de bolo simples (total)
40g de cereais
60g de frios 
60g de queijo
1 sachê de manteiga
1 sachês de mel
2 sachês de geleia
2 sachês de requeijão
100g de salada de frutas ou 120g de frutas frescas

quinta-feira, maio 01, 2014

Tabelas que ajudam Você - almoço

Almoço Formal e Informal

O almoço de batizado tradicionalmente é formal, com serviço à francesa (servido por garçons), mas nada impede que ele seja feito com serviço à americana (mais informal, sendo que os próprios convidados se servem).
Ele pode ser precedido por um coquetel, que é servido aos convidados na chegada e em pé, em ambiente diferente de onde será servido o almoço.
Vamos explicar melhor cada tipo de serviço para facilitar na sua escolha:

Almoço formal
É mais elegante e tradicional.
A mesa deve estar impecável, de preferência forrada com toalhas de linho ou cambraia. Passadeiras ou jogos americanos mais sofisticados também são bem-vindos. Decore a mesa com vasos baixos (no máximo 35cm de altura) para não atrapalhar a visualização dos convidados sentados em torno da mesa durante a conversa. Opte por flores com perfume suave, para não interferir no aroma dos alimentos.
Os guardanapos de tecido não precisam ser iguais a toalha, mas devem harmonizar com a mesma. Eles ficam em cima do sousplat ou à esquerda das facas.
O sousplat é colocado com uma distância de 3cm da borda da mesa. Ele serve de apoio para os pratos e também para não deixar o local vazio entre a troca dos mesmos (antes de servir a sobremesa, ele é retirado da mesa).
A mesma distância da borda serve para os talheres, que devem estar paralelos ao sousplat. À esquerda vão os garfos e à direita as facas e colher. Eles seguem a ordem do cardápio, de fora para dentro.
Talheres de sobremesa ficam acima do sousplat (o garfo com os dentes apontados para direita e a colher, acima dele, apontando para esquerda). Mas isso não é regra. Os talheres de sobremesa não precisam necessariamente ficar na mesa desde o início do almoço.
O pratinho de pão fica do lado esquerdo do prato, acima dos garfos, já com sua espátula para manteiga apoiada na borda superior e a com a lâmina voltada para o centro do prato.
As taças ficam do lado direito. Elas podem ser arrumadas na diagonal em relação ao sousplat. de forma triangular ou em linha reta acima das facas. A maior é para água, a intermediária é para vinho tinto e a menor para vinho branco.
Se for servir espumante durante a refeição junto com as outras bebidas, ela deverá ficar atrás da taça de vinho tinto e da água. Se for servir só espumante, sua taça ficará à direita da de água.
Os lugares são marcados com o nome dos convidados. O suporte (placement) com o cartão com o nome dos convidados deve ficar acima dos pratos.

 
Clique nas imagens para ampliar

A distribuição dos convidados à mesa é feita da seguinte maneira: anfitriões na cabeceira, convidados de hora (no caso os padrinhos) à sua direita (convidado de honra ao lado da anfitriã e convidada de honra ao lado do anfitrião). Em mesas redondas vale o mesmo, convidados de honra à direita dos anfitriões.
Para os outros convidados à regra é misturar pessoas. Sinceramente, eu acho essa regra horrível, colocar quem não se conhece ou sem afinidades na mesma mesa, normalmente só serve para deixar as pessoas mudas e sem graça. Devemos ter em mente que nem todos os convidados são extrovertidos.
A distância entre um lugar e outro deve ser entre 50 e 75cm.
Se houver mais mesas, o espaço entre elas deve ser suficiente para a circulação de garçons e copeiras.

Clique na imagem para ampliar

Para o serviço formal, calcule 1 garçom para cada 10 pessoas e 1 copeira para cada 6 garçons. Eles devem estar vestido impecavelmente.
Os garçons servem a comida pelo lado esquerdo. Os pratos são recolhidos e repostos pelo lado direito.
No almoço formal três tipos de pratos são suficientes (entrada, prato principal e sobremesa). As bebidas devem harmonizar com os alimentos servidos.
Os convidados de honra são servidos primeiro, depois os demais e por último os anfitriões.
As bebidas também seguem essa mesma ordem e são servidas pela direita. Mesmo que não vá servir mais um tipo de bebida, a taça continua na mesa.
Ao final da refeição a copeira deve retirar primeiro os pratos (sem empilhar) e depois as taças, para que os convidados continuem degustando sua bebida.

Almoço informal
É mais prático e descontraído.
O serviço à americana ou buffet é a melhor escolha para esse tipo de recepção informal. Também é ótimo para um número maior de convidados.
O ideal é montar três ilhas para os convidados se servirem (uma para saladas, outra para alimentos quentes e uma com bebidas). Cada ilha deve ser organizada em uma sequência lógica para facilitar o serviço.
Na de alimentos coloque os pratos no início da ilha, depois os alimentos já fatiados (de preferência com informação da descrição do prato) com seus talheres de servir. Termine com os talheres de mesa e guardanapos. Na de bebidas, primeiro os copos e depois os líquidos.
Caso opte por uma só ilha, comece os pratos, os alimentos frios, alimentos quentes, talheres, guardanapos, copos e bebidas.
Ao montar as ilhas de alimentos, procure organizar as travessas deixando espaço entre uma e outra para que o convidado possa apoiar o prato e ficar com as mãos livres para se servir.

Clique nas imagem para ampliar

As sobremesas podem ficar desde o início em uma ilha também ou servidas depois.
Se desejar, não precisa de uma ilha de bebidas. Garçons podem fazer esse serviço.
Pense bem no tipo de cardápio que for servir nesse tipo de serviço. Caso não tenha mesas suficientes para todos, pense em um cardápio que dispense o uso da faca.
Copeiras são essenciais para retirar e repor louças durante o almoço. Além de verificar e abastecer sempre as ilhas com alimentos.
Caso opte por garçons para servir a bebida, um para cada 15 convidados é o suficiente. Quanto as copeiras, 2 são suficientes para abastecimento e organização.

O cardápio do almoço
Ao planejar o cardápio, deve-se prestar atenção em alguns detalhes:

- Clima: dias frios pedem alimentos com sabores mais fortes, já dias quentes sabores mais suaves;
- Texturas: alterne o cardápio (se um prato for líquido, o próximo deve ser sólido ou se se a for um alimento pastoso, sirva um crocante após);
- Cor: alterne também para não ficar monótono;
- Variedade: não repita o mesmo estilo de prato (se servir camarão na entrada ou no coquetel, não sirva no prato principal);
- Sabor: alterne os sabores (um picante, depois um suave).

Cálculo das quantidades do que servir no almoço
As quantidades informadas são referências de consumo médio por pessoa, não é regra. Tudo depende do perfil dos convidados.
Lembre-se que homens comem mais do que mulheres e jovens mais do que pessoas mais velhas. No inverno o consumo de alimentos tende a aumentar e no verão o de bebidas.
Se houver coquetel antes, as pessoas tendem a comer menos o prato principal.
Para o almoço o cálculo médio é de 400g por pessoa. Mas é sempre melhor sobrar do que faltar.
No final da refeição sirva café, chá e licor.

400ml de refrigerante
200ml de água
1 garrafa de licor para cada 10 pessoas
1 garrafa de vinho tinto para cada 3 pessoas
1 garrafa de vinho branco ou espumante para cada 2 pessoas
1 garrafa de espumante para cada 8 pessoas (se for servir somente para brindar)
10 a 15 unidades de canapés
30g de salada verde
120g de vegetais
150g de arroz cozido
150g de massa como acompanhamento
200g de massa como prato principal
200g de carne vermelha ou branca
250g de peixe
120g de sobremesa

Se for montar uma mesa de doces para sobremesa calcule:
100g de bolo
6 a 8 docinhos
1,5 bem-vividos
1 cupcake (pode substituir o bolo)