Se você faz receitas do Quarta Feira, envie a foto da sua preparação na página do facebook:

sábado, dezembro 31, 2016

BOLO DE CHOCOLATE (SHIMURA)








    2 ovos
    90g de açúcar
    75g de manteiga
    100g de farinha de trigo
    80mL de leite integral
    40g de chocolate em pó
    3g de fermento em pó

    MODO DE PREPARO

    1. Bata as gemas com o açúcar até obter um creme esbranquiçado.
    2. Adicione a manteiga e bata mais.
    3. Acrescente o leite já dissolvido o chocolate, alternando com a farinha de trigo.
    4. Adicione o fermento em pó, e por último as claras batidas em neve, envolvendo sem misturar muito.
    5. Coloque a massa na forma untada com manteiga e farinha.
    6. Pré-aqueça o forno a 180ºC e leve o bolo para assar.
    Rendimento: 8 porções
    Tempo de Preparo: 20 minutos + tempo de forno

quinta-feira, dezembro 29, 2016

pão Caseiro

http://delicitas.com.br/farinha-especial-para-pao-e-os-tipos-de-farinha/#.WFxf_Vyvg3w


• 500 g de farinha de trigo
• 40 g de açúcar refinado
• 50 g de manteiga
• 8 g de sal
• 20 g de fermento fresco
• 30 g de ovos
• 250 ml de água
• Misturar os ingredientes com a água até dar o ponto
• Sovar muito bem a massa
• Dividir a massa em porções de aproximadamente 100 gramas
• Deixar descansar por aproximadamente 30 minutos coberto em plástico
• Modelar os pães e colocar para crescer até que dobrem de tamanho
• Polvilhar um pouco de farinha por cima apenas para decoração
• Assar por aproximadamente 25 minutos em forno preaquecido a 180 graus
• Consumir

sexta-feira, dezembro 23, 2016

Bolo de fubá cremoso

Sábado é dia de BOLO!!!

O nosso querido bolo de fubá não é um prato típico do Natal, mas quem resiste a um bolo de fubá quentinho com um café no fim da tarde?!?!?!
Eu sou adepta a ideia de quanto mais simples mais gostoso o bolo é.

Bolo de fubá cremoso
Ingredientes
4 ovos
1 colher de sopa de manteiga
2 xícaras de açúcar
4 xícaras de leite
4 colheres de sopa de queijo Minas ralado
1 ½ xícara de fubá
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento químico

Modo de Preparo:
Bater tudo no liquidificador.
A massa é bem mole.
Assar em um pirex retangular média em forno pré aquecido 180º.C
O forno deve estar bem quente para que o creme fique separado portanto acenda o forno antes de separar os ingredientes.




Fonte: Chez Malu

Foto: ilustrativa

quinta-feira, dezembro 22, 2016

Bolo Super chocolate




200 g de farinha de trigo
200 g açúcar refinado
1/2 colher de sopa de fermento em pó
1/2 colher de sopa de bicarbonato
2 colheres de sopa de essencia de baunilha
150 ml cream cheese
200 g manteiga
2 colheres de sopa de chocolate do padre
2 ovos
2 colheres de sopa de água
2 colheres de sopa de óleo
Galce de chocolate:
200 g chocolate (70% cacau)
75 g manteiga
1 colher de sopa de essencia de baunilha
30 g açúcar impalpável
125 ml cream cheese

Sift into the bowl flour, baking soda and bicarb. Mix butter with sugar until they’re combined and add the rest of the ingredients. When the dough is well mixed put into two tins (20 x 20 cm) on graseproof paper and bake two pieces. Bake it for about 30 minutes in 180 degrees. The cake is ready when it starts to come off the tin sides – you can check it with cake tester to be sure.
Chocolate icing:
Steam the chocolate. Mix butter with sifted icing sugar and cream. Pour cooled but liquid chocolate and vanilla essence into the buttery dough. Mix until it’s homogeneous and smooth. Lay it between cooled pieces of your cake, on the sides and on the top.
Keep in cold place.


Fonte/ foto:namiotle

Focaccia

Nada melhor do que uma focaccia super macia e saborosa!

Ingredientes
Farinha de trigo 1kg
açúcar 40g
sal 20g
fermento seco 20g
manteiga 100g
leite 300ml
água 300ml
Finalização:
sal grosoo 5g
alecrim 4 galhos
azeite 80gr
 Tempo de preparo: 3 horas
Temperatura do forno: 180ºC
Tempo de cocção: 20 a 25 minutos.
Método de trabalho:
Fazer a massa utilizando o método direto.           
 Porcionar a massa em 250 gramas e deixar descansar por 20 minutos num recipiente com um pouco de azeite.
 Modelar a massa numa assadeira anti aderente  e colocar por cima a finalização.
 Deixar fermentar até dobrar de volume e levar ao forno.

sábado, dezembro 17, 2016

Panetone com recheio cremoso de chocolate

Panetone é o mais produzido e consumido dos bolos de Natal, e não há como resistir aos seus aromas e sabores.
 As prateleiras cheias de caixas coloridas com imagens do pão de formato quadrado sinalizam que o Natal esta chegando.
O panetone é esperado o ano todo e some rapidamente quando chega às prateleiras.
Como outros bolos tradicionais do natal, os panettonis são assados somente entre outubro e novembro.

LENDAS ITALIANAS

A história do panetone é cercada de versões e de lendas. A mais conhecida dá conta de que ele foi feito pela primeira vez em Milão, Itália. Dizem que um jovem nobre milanês, membro da família Atellini, se apaixonou por uma moça, filha de um padeiro chamado Toni. Querendo impressionar o pai dela, que não aprovava o namoro, o nobre disfarçou--se de ajudante de padeiro e criou um pão delicado, recheado de frutas cristalizadas e de tamanho incomum para a época. O jovem teria moldado a superfície do pão como uma cúpula de igreja, daí o apelido de “doce da catedral”. Com o sucesso, passou a ser chamado “pan de Toni”. Mas há quem diga que não foi nada disso e que a criação é do primeiro duque de Milão, Gian Galeazzo, para uma festa, em 1395. Lendas à parte, o panetone evoluiu e hoje é feito de diversas maneiras. O tradicional é o que mais se aproxima de como ele era no início, massa fermentada com frutas cristalizadas. Mas as versões com chocolate também agradam em cheio ao consumidor brasileiro, especialmente as novas gerações.

Fonte/ texto:  prazeres da mesa.

Panetone com receheio cremoso de chocolate
Ingredientes
1 panetone de 500 g
250g chocolate meio amargo
6 colheres sopa de creme de leite fresco
3 colheres sopa de cacau em pó
licor para dar sabor

Para Confeitar/ Decorar:
150 g de chocolate ao leite ou amargo para cobrir
50 g de raspas de chocolate ao leite ou amargo para decorar

Modo de Preparo:
Derreta o chocolate meio amargo (do recheio) no microondas, por 5 minutos.
Misture bem, com o creme de leite, o cacau e o licor.
Corte a tampa do panetone com uma faca de pão e reserve.
Com a ajuda de uma faca menor, retire o miolo deixando as laterais e o fundo com espessura de 3 cm. 8
Misture este recheio de chocolate e o miolo que retirou do panetone.
Recheie o panetone com este creme e coloque a tampa.
Derreta o chocolate (da cobertura) em banho-maria e cubra todo o panetone.
Quando a cobertura estiver levemente fria, salpique as raspas de chocolate e leve à geladeira por 15 minutos para endurecer o chocolate.
Sirva em temperatura ambiente.


DICA: o recheio ou a cobertura, pode ser feito de chocolate branco. A COBERTURA DEVE SER SEMPRE DE CHOCOLATE PURO (NÃO USAR CREME DE LEITE)!
Este panetone pode ser  feito com recheio de sorvete ou de trufas, prestigio, beijinho, nutella, pasta de amendoim, brigadeiro de frutas vermelhas, doce de leite, creme de nozes, cerejas em calda, amendoas... VAI DEPENDAR DA SUA CRIATIVIDADE.

Eu fiz este ano de Ganache, geléia de damasco e licor de laranja, e outro com ganache, cerejas em calda e kirsch.
Ficou MARA!!

Sugestão: decore seu panettone com confeitos coloridos ou em formatos diferentes, como de coração, bolinhas, estrelas.








quinta-feira, dezembro 15, 2016

Bolo de Sorvete

Esta sobremesa é uma das mais fáceis e faz sempre muito sucesso!!!

Ingredientes:
2 litros de sorvete de creme
1 pct  de biscoitos recheados de chocolate, chocolicia
1 caixa de  bombons variados ou pão de mel
100g de paçoca ou dadinho
100g castanha de cajú caramelada
1 lata de brigadeiro mole(feito em casa)
raspas de laranja
50ml de licor de laranja ou água de flor de laranjeira
100g gotas de chocolate

Modo de Preparo:
 Colocar os biscoitos e os bombons em um saco plástico, fechar e bater com martelo de carne para quebrá-los.
 Colocar esses ingredientes na batedeira com o sorvete, juntar o amendoim, as raspas de laranja e o licor.
Bater para obter mistura homogênea.
Colocar em forma de pudim ou de silicone coberta com filme plástico, montar camadas, sorvete e brigadeiro, e levar ao freezer.
Desenformar depois de 6 horas, enfeitar com um pouco do amendoim e gotas de chocolate.
DICA: Deixe o sorvete alguns minutos fora do freezer antes de fazer a receita para facilitar na hora de bater com os outros ingredientes na batedeira.
Sugestão: se quiser sirva com uma calda de frutas vermelhas.
Também fica maravilhoso acrescentar nutella no meio do sorvete.

Fonte: google imagens

quarta-feira, dezembro 14, 2016

Yes, Virginia, there is a Santa Claus

SIM, VIRGÍNIA, PAPAI NOEL EXISTE.

Foi no Natal de 1897, há mais ou menos 100 anos, que Virgínia O´Hanlon Douglas, uma garotinha de 8 anos, filha de um médico de Nova York, nos Estados Unidos, escreveu para o jornal The Sun perguntando se Papai Noel existia. O jornal publicou sua carta e resposta do editorialista Francis Church.
Foi um sucesso tão grande que o The Sun reproduziu-as durante os anos seguintes, na época do Natal, até o seu último número em 1949.
O fato se tornou famoso na imprensa mundial, virou livro com recorde de venda nos Estados Unidos e hoje, fazendo jus à fama, pode ser encontrado na internet.

EDITORIAL DO THE SUN, 1897

É com enorme prazer que respondemos à carta abaixo, aproveitando para expressar nossa enorme gratidão em reconhecer sua autora como leal amiga do The Sun.

Prezado editor
Tenho 8 anos, alguns dos meus amiguinhos dizem que não existe Papai Noel. Meu pai costuma falar: " Se estiver no The Sun, então será verdade" Por favor, me diga a verdade. Papai noel existe?

Virginia O´Hanlon

Virginia, seus amiguinhos sáo errados. Provavelmente foram afetados pela descrença de uma época em que as pessoas acreditam em poucas coisas. Só acreditam  naquilo que vêem.
Elas acham que o que não compreendem com suas cabecinhas não pode existir. Todas as mentes, Virginia, sejam as dos adultos ou das crianças, são limitadas. Neste nosso grande Universo, o homem é um mero inseto, uma formiguinha, quando seu intelecto é comparado com o infinito que o cerca ou quando medido pela inteligência capaz de entender toda a verdade e conhecimento.
Sim, Virginia, Papai Noel existe! Isso é tão certo quanto a existência do amor, da generosidade e da devoção e você sabe que tudo isso existe em abundância, trazendo mais beleza e alegria à nossa vida. Ah! Como seria triste o mundo sem Papai Noel! Seria tão triste quanto não existir Virginias. Não haveria então a fé das crianças, a poesia e a fantasia para fazer a nossa existência suportável. Não teríamos alegria nem prazer, a não ser com os nossos sentidos: seria preciso ver e tocar para poder sonhar. A transparente luz das crianças, com a qual inundam o mundo, seria apagada.
Não acreditar em Papai Noel!... É o mesmo que não acreditar em fadas!
Você poderia pedir ao seu pai para contratar muitos homens para vigiar todas as chaminés na véspera de Natal e assim pegar Papai Noel; mas, mesmo que você não o visse descendo por elas, o que isso provaria? Ninguém vê o Papai Noel, mas não há sinais de que ele não existe.
Você por acaso já viu fadas dançando no jardim? Claro que não, mas não há provas de que elas não estejam por lá. Ninguém pode conceber ou imaginar todas as maravilhas do mundo que nunca foram vistas e que nunca poderão ser admiradas. As coisas mais reais são aquelas que nem as crianças nem os adultos podem ver.
Se quebramos o chocalho de um bebezinho, poderemos ver o que faz aquele barulho lá dentro, mas existe um véu cobrindo o mundo invisível que nem o homem mais forte, nem mesmo toda a força de todos os homens mais fortes do mundo reunida poderia rasgar. Somente a fé, a poesia, o amor e a fantasia podem abrir essa cortina e desvendar a beleza e a glória celestiais que existem por detrás dela. Será que tudo isso é real? Ah, Virginia, em todo esse mundo não existe nada mais real e duradouro.
Se existe Papai Noel? Graças a Deus ele vive e viverá para sempre.
Daqui a mil anos, Virginia, e ainda daqui a dez mil anos ou dez vezes esse número, ele continuará a fazer feliz o coração das crianças."
Francis Church

Fonte: Baú de minha mãe.


 

quinta-feira, dezembro 08, 2016

Bolo de Fubá da Marize

ingredientes
1 xic de fuba ,
1 xic de farinha 
4 ovos 
1 xic e meia de açúcar
1 xic de leite fervendo
1 colher de sopa de po royal 
1 xic de óleo
erva doce a vontade

Modo de Preparo:

Coloque os ovos ,o açúcar ,o fuba, o óleo e o leite fervendo no liquidificador ,e a cada ingrediente que colocar, bata bastante
Depois que desligar, acrescente a farinha e o fermento e só misture. Adicione a erva doce.
Importante bater bem cada ingrediente e só acrescentar a farinha e o fermento por último e misturando com um batedor de arame ou espátula.

quarta-feira, novembro 30, 2016

Verdades e Lendas Natalinas

PAPAI NOEL: A lenda do velhinho alegre começou com uma pessoa de verdade: São Nicolau.
Ele viveu no século IV em Mira, região da Turquia.
Um dos santos mais populares do cristianismo, sua festa é comemorada no dia 6 de Dezembro. A ele são atribuídos vários milagres. Conta-se que doou uma grande fortuna a três jovens solteiras pobres que não tinham dote, deixando cair três sacos de ouro enquanto elas dormiam.
O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.
A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Lá ele era chamado de Christkindle (Jesus Menino), e ficou permanentemente associado à época se Natal. Depois a tradição espalhou-se para a França, onde foi chamado de Pere Noel. Na colônia holandesa de New Amsterdam, hoje Nova York,  ele era conhecido como Sinter Claus, que depois virou Santa Claus.
Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom.
Porém, em 1881, uma campanha publicitaria da Coca-Cola mostrou o bom velhinho com uma roupa, também de inverno, nas cores vermelha e branca (as cores do refrigerante) e com um garro vermelho com pompom branco.
A campanha publicitaria fez um grande sucesso e a nova imagem do Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo.


Fonte: www.fsh.edu.br

terça-feira, novembro 29, 2016

"Estou preparando a minha árvore de Natal...



Quero que ela seja viva, mas não quero que seja exterior. Eu a quero dentro de mim. Tenho medo das exterioridades. Elas nos condenam. Ando pensando que o silêncio do interior é mais convincente que o argumento da palavra. Quero que minha árvore seja feita de silêncios. Silêncios que façam intuir felicidade, contentamento, sorrisos sinceros. Neste Natal não quero mandar cartões. Tenho medo de frases prontas. Elas representam obrigação sendo cumprida. Prefiro a gratuidade do gesto, o improviso do texto, o erro de grafia e o acerto do sentimento. A vida é mais bonita no improviso, no encontro inesperado, quando os olhares se cruzam e se encontram. Quero que minha árvore seja feita de realidades. Neste Natal quero descansar de meus inúmeros planos. Quero a simplicidade que me faça voltar às minhas origens. Não quero muitas luzes. Quero apenas o direito de encontrar o caminho do presépio para que eu não perca o menino Jesus de vista. Tenho medo de que as árvores muito iluminadas me façam esquecer o dono da festa. Não quero Papai Noel por perto. Aliás acho essa figura totalmente dispensável! Pode ficar no Pólo Norte desfrutando do seu inverno. Suas roupas vermelhas e suas barbas longas não combinam com o calor que enfrentamos nessa época do ano. Prefiro a presença dos pastores com seus presentes sinceros. Papai Noel faz muito barulho quando chega. Ele acorda o menino Jesus, o faz chorar assustado. Os pastores não. Eles chegam silenciosos. São discretos e não incomodam... Os presentes que trazem nos recordam a divindade do menino que nasceu. São presentes que nos reúnem em torno de uma felicidade única. O ouro que brilha, o incenso que perfuma o ambiente e a mirra com suas composições miraculosas. O papai Noel chega derrubando tudo. Suas renas indisciplinadas dispersam as crianças, reiram a paz dos adultos.

Os brinquedos tão espalhafatosos retiram a tranquilidade da noite que deveria ser silenciosa e feliz. O grande problema é que não sabemos que a felicidade mais fecunda é aquela que acontece no silêncio. É por isso que neste Natal eu não quero muita coisa. Quero apenas o direito de recolher o pequenino menino na manjedoura... Quero acolhê-lo nos braços, cantar-lhe canções de ninar, afagar-lhe os cabelos, apertar-lhe as bochechas, trocar-lhe as fraldas para que não tenha assaduras e dizer nos seus ouvidos que ele é a razão que me faz acreditar que a noite poderá ser verdadeiramente feliz. Neste Natal eu não quero muito. Quero apenas dividir com Maria os cuidados com o pequeno menino. Quero cuidar dele por ela. Enquanto eu cuido dele, ela pode descansar um pouquinho ao lado de José. Ando desfrutando nos últimos dias o desejo mais intenso de que a vida vença a morte.Talvez seja por isso que ando desejando uma árvore invisível. O único jeito que temos de vencer a morte é descobrindo a vida nos pequenos espaços. Assim vamos fazendo a substituição. Onde existe o desespero da morte eu coloco o sorriso da vida. Façam o mesmo! Descubram a beleza que as dispersões deste tempo insistem em esconder. Fechem as suas chaminés. Visita que verdadeiramente vale à pena chega é pela porta da frente. Na noite de Natal fujam dos tumultos e dos barulhos. Descubram a felicidade silenciosa. Ela é discreta, mas existe! Eu lhes garanto! Não tenham a ilusão de que seu Natal será triste porque será pobre. Há mais beleza na pobreza verdadeira e assumida que na riqueza disfarçada e incoerente.

O que alegra um coração humano é tão pouco que parece ser quase nada. Ousem dar o quase nada. Não dá trabalho, nem custa muito... E não se surpreendam, se com isso, a sua noite de Natal tornar-se inesquecível. "

Padre Fábio de Melo
 
 
 
 

segunda-feira, novembro 28, 2016

Bolo de brigadeiro para o Natal

SONY DSC
Ingredientes para a massa
  • 150 gramas de manteiga
  • 90 gramas farinha de trigo
  • 270 gramas farinha de trigo
  • 12 gramas bicarbonato de sódio
  • 6 gramas fermento em pó
  • 1 pitada de sal
  • 340 gramas de açúcar
  • 100 gramas cacau em pó
  • 450 ml leite integral
  • 5 ovos
  • 1 colher de sobremesa de essência de baunilha
  • Papel manteiga
Como fazer
Bater a manteiga com 90 gramas farinha de trigo, até ficar cremoso. Adicionar os ovos um a um e bater até incorporar. Intercalar todos os outros ingredientes secos peneirados e o leite- continuar batendo. Adicionar a baunilha. Bater bem. Despejar sobre assadeira forrada com papel manteiga – esta quantidade dá pra uma forma retangular de 40X60cm. Levar ao forno pré aquecido à 180 graus por aproximadamente 30 minutos.
Ingredientes para a calda
  • 200ml água
  • 200ml açúcar
  • 15ml licor de cacau
Como fazer
Ferva a água e o açúcar. Retire do fogo e acrescente o licor de cacau. Reserve para umedecer a massa.
Ingredientes do recheio de brigadeiro
  • 2 latas de leite condensado
  • 1 lata de creme de leite
  • 120 gramas cacau em pó
  • 40 gramas manteiga
Como fazer
Leve tudo ao fogo médio e mexa até atingir o ponto de brigadeiro.
Montagem
  • 250 gramas granulado de chocolate
  • 1 pincel
Divida a massa assada em 4 partes, umedeça com a calda com um pincel. Deixe reservado uma quantidade de recheio para finalizar o bolo. Monte o bolo alternando uma camada com massa e outra com recheio, finalizando com a massa por cima. Finalize com o recheio reservado, colocando-o sobre as laterais e por cima da massa, se sobrar faça bolinhas. Passe o granulado de chocolate em todo o bolo.

quinta-feira, novembro 17, 2016

Biscoito Natalinos


Ingredientes:
2 xícaras de farinha de trigo
Uma pitada de sal
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
uma pitada de noz moscada e de cravo em pó
1 tablete de manteiga (220g)
1/2 xícara de açúcar mascavo
1 ovo grande
1/2 colher (sopa) de bicarbonato de sódio
raspas da casca de 1 laranja
1/4 xícara de mel

Modo de preparo:

Misture a farinha, a manteiga, o açúcar mascavo, o fermento,  o sal, a canela, noz moscada e o cravo  em uma batedeira.
Em outro recipiente, bata o ovo com o mel e adicione à mistura seca.

Quando a mistura formar uma massa, faça dois discos grandes, cubra-os com plástico-filme e deixe-os na geladeira por 20 minutos.
Com um rolo, abra a massa – nem muito fina, nem muito grossa –, polvilhe com farinha e corte em formatos de sua preferência. Faça um furinho em cima do biscoito caso queira pendurá-lo na árvore de natal.

Leve ao forno médio por 10 a 15 minutos e espere esfriar.

Para a cobertura branca (pode ser substituída por glacê)

Ingredientes:

300g de açúcar de confeiteiro
3 colheres (sopa) de água
Granulados dourados ou prateados

Modo de preparo:


Misture o açúcar de confeiteiro com o pó de merengue e três colheres (sopa) de água, batendo até que engrosse suficientemente para cobrir os biscoitos com uma camada. Use a parte traseira de uma colher para espalhar. Decore com confeitos prateados ou dourados por cima.

















Fonte: gnt, o artesanato, martha stewart


quarta-feira, novembro 16, 2016

Substituição da Farinha de trigo para preparar MASSA


Mistura para preparo onde usaríamos Farinha de trigo



Farinha sem glúten  I- Boa para tortas e bolos
1kg farinha de arroz
330g fécula de batata
165g araruta

Farinha sem glúten II - boa para tortas e bolos
3 xícara de farinha de arroz
1 xícara de fécula de batata
½ xícara de polvilho doce

MIX STANDARD - boa para substituição da farinha de trigo

290g de farinha de arroz
80g de fécula de batata
50g de fécula de mandioca

MIX PARA MASSA (massa fresca)
250g amido de milho
100g de fécula de mandioca
150g de fécula de batata
100g farinha de arroz MOTI
5g goma xantana

MASSA (macarrão)
250g de mix para massa
180g ovos

MASSA COLORIDA (macarrão)
250g mix para massa
180g ovos
10g espinafre em pó

Molho BECHAMEL
1Lt leite
60g manteiga
60g mix standard
15g sal

nhoque de batata
700g batatas cozidas e amassadas (aboboras, batata doce, banana, mandioquinha e mandioca)
300g mix standard
50g ovos
10g sal

quarta-feira, novembro 02, 2016

O que é Brunch?

Canso de ver pessoas usando o nome "brunch" de maneira errada. GENTE, usar o termo brunch errado é igual usar o termo jantar no horario do almoço. Nada a ver!!!!

O "brunch" foi criado pelos americanos e, na verdade, serve para definir uma das boas invenções para convidar os amigos para um encontro quase matinal. Depois virou moda nos fins de semana dos hotéis, embora o gostoso seja em casa mesmo.

É uma mistura de breakfast (café da manhã) com lunch (almoço). Funciona com todas as vantagens destas duas refeições, é uma solução mais prática e gostosa para o fim de semana.

· O horário para servir um brunch é a partir das onze da manhã (ou até dez e meia, dependendo do seu horário de acordar) até as 15hs30. A mesa fica colocada e quem for chegando pode se servir a medida que der vontade ou fome.

· Vantagens:

- Você não precisa servir a todos, nem correr entre a cozinha e a sala. E aproveita muito mais a conversa e a companhia.

- Por ser um serviço onde cada um se serve, os utensílios são mais simples e práticos. Dispostos em uma mesa de buffet.

- Pelas suas características, agrada tanto a vegetarianos radicais quanto gulosos de plantão, ou os loucos por dieta.

- Você não deve servir bebida destilada. O mais aconselhável é servir espumante, champagne, caipirinhas com frutas da estação (bem coloridas!) ou 
cerveja estupidamente gelada.

- Serve para todas as ocasiões: batizados (que, em geral, acontecem pela manhã), casamentos, primeiras comunhões, aniversários de pessoas mais velhas (que gostam de almoçar cedo, assim não precisam esperar todos chegarem por volta de duas da tarde) ou confraternização com as amigas.

· No cardápio usa-se muitos frutos do mar, peixes, e carnes brancas sem molhos pesados, saladas variadas, quiches, tortas, mix de grãos como grão de bico, soja, feijões e quinua, massas leves, omeletes. 
 NÃO COMBINA: doces a base de ovos, chocolate, carnes com molhos pesados, carnes de caça e frituras.

Basicamente serve-se tudo o que estamos acostumados a ver em um super café da manhã e alguns pratos quentes de fácil preparo e leves. 

- Café, leite e chá (pode se deixar apenas os saquinhos expostos para cada um escolher e fazer o seu).
- Sucos e/ou refrigerantes.
- Pães e torradas em todas as suas variações.
- Um queijo branco ou amarelo.
- Presunto, peito de peru, lombinho, copa, presunto cru.
- Mel/geléia.
- cereais,
- quiches e tortas salgadas.
- Peixe grelhado;
- Salada de folhas, de frutas, de grãos.
- coalhada fresca ou iogurtes.
- frutas fatiadas ou saladas de frutas.
- Bolos de café da manhã,
- uma torta doce cremosa.

Neste momento, é super elegante servir um vinho espumante. Cai bem sempre. Como aliás qualquer boa cerveja.

Coloquei algumas sugestões bacanas, com muita variedade, agora montem o seu brunch:

Quiche de alho porro,  Quiche de aspargos com ementhal; Quiche de salmão com dill;
Torta de camarão; Torta de escarola; Torta de palmito com alho poró;
Cuscuz paulista;
Couscous marroquino com presunto crú e mini legumes e castanha do Brasil; 
Salada de carpaccio de pupunha com aspargos verdes;
Salada de alface americana com chips de abobrinha, tomate cereja, alcachofra em conserva, mussarela de búfala e batata palha;
Salada de alface, agrião, rúcula, molho pesto, lascas de parmesão e frango defumado desfiado
Seleção de queijos (gouda, parmesão, emmenthal, queijo branco, queijo prato e minas);
Seleção de frios (peito de peru, mortadela light, copa, presunto cozido, lombinho canadense);
Seleção de pães (croissant, pão de batata, pão italiano, pão de queijo, ciabatta, torradas, baguettte.)

Quentes/ Cumbuquinha individual:


Sobremesas:
Bolo de damasco com marzipan;
Bolo de coco fresco;
Torta de limão; Torta de morango;
Cheesecake de framboesa; Cheesecake de geléia de laranja;
Merengue de morango e kiwi;
Sorvete com cookies e geléia de damasco;
Manjar de coco com coulis de manga e maracujá;
Pannacota de baunilha com compota de goiaba;
Crepe com recheio de frutas vermelhas e coulis de chocolate branco.

Bebidas:
Sucos, iogurtes, granola, água e espumante.água aromatizada com hortelã e laranja;
Saque com frutas.
Cerveja.



Mini Escondidinho de bacalhau com batata doce;
Mini Bobo de frango com fios de azeite de dende;
Polentinha com ragu de shitake com linguiça;

Wrap de carpaccio de carne, com dip de hortelã e mostarda;
Wrap de pepino, cenoura e beterraba com dip de mel com gorgonzola;
Pastelzinho assado de palmito;
Rolls de mussarela de búfala com tomate, rucula e manjericão;
Trouxinhas folhadas de damasco com queijo branco;
Mini fricasse gratinado com queijo gruyere;
Mini fricasse de camarão com queijo ementhal;
Brandade de bacalhau com alho pporó coberto com purê de batata gratinado;

Mini Tortelline de queijo de cabra ao molho de tomates frescos com manjericão;
Papilotte de Badejo ao molho de champanhe;
Salmão com gergelim ao molho de maracujá;
Endívias recheadas com frango defumado e mostarda Dijon com iogurte;