Massa com Molho Trapanese

A receita de hoje é muito saborosa, e ótima para o verão,é um pesto a base de tomates, conhecido como Trapanese. Não tem muito mistério: o tomate tem que estar muito maduro, muito perfumado e sem pele ( podemos usar o tomate pelado).



As amêndoas também devem ser sem pele e tostadas. E procure não triturar muito as amêndoas pois a textura do molho é um dos charmes desse prato.



Esse molho fica delicioso acompanhando peixes e lulas grelhados, mas também imagino que deva ficar incrível com berinjela e abobrinhas assadas com um fio de azeite.
  • Sirva sempre o Pesto Trapanese à temperatura ambiente mas deixe guardado na geladeira.

Ingredientes 
6 tomates, bem maduros
100 gramas de amêndoas com pele, ou amêndoas laminadas (1 copo raso aproximadamente)
1 colher de azeite de oliva extra-virgem
1 copo de folhas de manjericão
3 dentes de alho
1 boa pitada de sal
70 ml de azeite de oliva extra-virgem
1 ou 2 colheres de sobremesa de vinagre balsâmico
1 punhado de tomates-cereja (opcional),  rapidamente salteados em 1 colher de azeite



Modo de Preparo:
1. Ponha uma panela de água grande par ferver. Quando a água estiver borbulhando, mergulhe os tomates. Ferva-os até abrir a pele: isso pode levar alguns segundos como 1 minuto, tudo vai depender do frescor do tomate. Mas assim que abrir a pele, retire os tomates com uma escumadeira e ponha numa escorredor. É importante vigiar de perto pois não queremos cozinhar os tomates! Assim que abrir a pele, tire correndo os tomates da água fervendo!
2. Quando tiver retirado todos os tomates da água fervente, deixe a água voltar a ferver e jogue as amêndoas. Ferva-as por 1 minuto, e despeje-as numa peneira. Assim que puder manuseá-las, retire as peles. Reserve. Se você usar as amêndoas laminadas, não precisa ferver e tirar e pele mas a consistência do pesto fica um pouco mais fina.
3. Numa frigideira media, esquente a colher de azeite. Adicione as amêndoas sem pele e mexa com uma espátula até estarem levemente douradas. Reserve. Tire as peles dos tomates, corte-os e retire as sementes e todos os líquidos (não vamos usar as sementes e os líqüidos). Deixe os tomates partidos numa peneira para continuar drenando até usarmos.
4. Ponha os dentes de alho (eu gosto de tirar o germe do alho quando vou usá-lo cru), o sal e o manjericão na vasilha do processador. Pulse até estar tudo bem picadinho. Retire da vasilha e reserve. Ponha agora as amêndoas tostadas na vasilha do processador e processe aos poucos, até formar pedaços pequenos- mas cuidado para não deixar virar uma farinha pois ainda vamos processar mais um pouco adiante. Pare o processador, adicione os tomates, os 70 ml de azeite e o manjericão previamente triturado. Usando o botão do pulse, triture aos poucos para não passar do ponto. Queremos um pesto com bastante textura.
5. Pare o processador, ajuste o sal, adicione pimenta do reino (eu uso pouca aqui) e o vinagre balsâmico. Dê mais um pulse no processador para juntar tudo, e reserve em temperatura ambiente se for usar nas próximas horas. Se não, guarde na geladeira e deixe voltar à temperatura ambiente antes de prosseguir.
6. Cozinhe o macarrão em muita água salgada, al dente. Escorra e imediatamente misture com o pesto. Sirva imediatamente ou à temperatura ambiente.
7. Eu servi com os tomatinhos cereja, partidos em 2, e levemente salteados em um pouco de azeite.




Fonte: Simplesmente Delícia

Comentários

Postagens mais visitadas